terça-feira, 12 de junho de 2012

Para um 12 de junho gostoso







Gozo palavras. E elas saem cuspidas da boca. Palavras quentes, molhadas, com cheiros. Gozo pele tocada. Gozo boca serrada. Gozo tapas, puxões. Gozo pele morena, cabelo ondinha. Gozo mordida doída. Gozo pêlos, pedaços. Gozo grito gritado, gemido contido.Palavras de tamanho cumprido, miúdo, esticado, palavras que gozam. Ouvido, baba, arranhão, três dedos de uma vez, coloca, vai, não goza, o que?, pepino, grosso, enfia, chupa gostoso, assim, de quatro, rebola essa bundinha, gostoso, mete rápido, me fode, fode, duro, não grita, quietinha, goza na minha buceta, quero seu gozo pra mim, me dá, você é meu, minha putinha.
Palavras me viram do avesso. Minha intenção é a pior possível.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

filosofando a dor

eu n tenho vestidos maravilhosos, nem muito dinheiro. eu não sou popular, nem tenho meu próprio escritório. minha família n é tradicional, não conheço pessoas famosas ou influentes, minha pele n é boa e meu corpo não é mais o mesmo de antes. não tenho talento pra diva. mas eu quando ando pelas ruas toco os galhos de árvores que passam pela minha cabeça. eu olho pro chão e desvio das formigas. cheiro as flores, reparo as cores. quero ter o maior jardim do mundo, fazer bolo de cenoura com cobertura de chocolate pras crianças no final de semana, fazer uma muda de planta pra cada amigo, amar a lua a chuva o sol o vento, quero chorar no colo da minha mãe sempre que der, adoro falar sobre o amor, sobre sexo, sobre signo.
tenho a teoria de que o amor rege nossas vidas...há quem discorde.